top 100 | Os filmes da minha vida (16)

Postado em

Ei, amigos: aqui seguimos com o ranking mais inútil da internet brasileira, que reúne 100 filmes que foram extremamente importantes para a, err, minha vidinha. Infelizmente, estamos falando de uma lista muito pessoal, cujo critério principal não é a qualidade ou a importância ou a belezura ou o poder de influência ou o status dos filmes, mas o impacto que essas obras incríveis provocaram na, err, minha vidinha.

Bem, vocês entenderam. Nesta edição, aliens e nudez frontal.

070 | Eles Vivem | They Live | John Carpenter | 1988

Vou tentar não ficar muito emotivo neste parágrafo aqui, mas entendam que é muito difícil manter a compostura diante de uma comédia de horror sobre alienígenas, consumo desvairado, capitalismo, óculos mágicos, o APOCALIPSE e o hábito saudável de mascar chicletes e chutar bundas. O meu preferido de John Carpenter é o ultimate Filme B — hilariante como as piadas que contávamos durante a aula de História, mas com ideias perigosas que podem mudar a vida de um garoto de 16 anos. No mais, como faço pra curar a saudade daquele tempo bom em que os filmes de Carpenter eram discutidos na web como obras de intenso caráter subversivo?

069 | Instinto Selvagem | Basic Instinct | Paul Verhoeven | 1992

Fun fact: fui barrado na sessão de Instinto selvagem. Que coisa, não? Eu, um moleque ousado de 12 anos, até tentei convencer o moço da bilheteria de que fecharia os olhos nas cenas MAIS FORTES, mas tive que lidar com um decepcionante “se manda, garoto”. Tímido e humilado, engoli meu orgulho e aceitei a ideia de ver o filme em VHS (onde os sonhos aconteciam). O que rolou na primeira sessão é impublicável e vocês não gostariam de saber; mas, agora falando sério, vale ser registrado que não me recuperei do golpe desferido por aquela cena lá que todos vocês conhecem muito bem. Também me pareceu uma fita de suspense até bem arranjada, ainda que na época eu não tenha prestado muita atenção a esse detalhe, sinceramente.

9 comentários em “top 100 | Os filmes da minha vida (16)

    Adalberto disse:
    fevereiro 14, 2012 às 3:07 pm

    Instinto Selvagem era um suspense?!
    Na época em que eu vi esse filme, eu também nem reparei, Tiago…Hehehehehe…
    Pior que, na primeira vez em que eu assisti (na globo), minha tia Têtê chegou na sala, e justamente naquela cena…
    Ela olhou para mim, desligou a tv e disse: “Vai dormir meu filho, esse filme não é pra criança…”Foi constrangedor…Imagine, aí…KKKKKK…

      Tiago Superoito respondido:
      fevereiro 14, 2012 às 7:47 pm

      Acho que era um “thriller erótico”, haha

    Felipe Queiroz disse:
    fevereiro 14, 2012 às 8:17 pm

    E O Enigma de Outro Mundo?

    Tiago Superoito respondido:
    fevereiro 14, 2012 às 10:53 pm

    Também maravilhoso.

    Alexandre disse:
    fevereiro 15, 2012 às 12:58 am

    E o número é sugestivo. No mais, marcou minha vida também. Sharon Stone musa eterna.

    Tiago Superoito respondido:
    fevereiro 15, 2012 às 1:00 am

    O número foi proposital, hehe.

    dantast disse:
    fevereiro 15, 2012 às 4:41 pm

    Hahahaha. De todos os textos da saga até agora, esse foi meu preferido.

    renanguerraGuerra disse:
    fevereiro 16, 2012 às 9:00 pm

    Ninguém nunca prestou atenção que o filme era um suspense. rs
    Essa cena de ser pego assistindo a um filme ‘impróprio’ também já aconteceu comigo, mas foi assistindo ao estranho “Encaixotando Helena” haha

    Tiago Superoito respondido:
    fevereiro 16, 2012 às 9:03 pm

    Definitivamente é suspense.

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s