Dia: dezembro 20, 2011

cine | Histórias cruzadas

Postado em Atualizado em

O título em português, sob medida para qualquer filme escrito por Guillermo Arriaga, me preparou para o 2h30 de agonia. Amigos me alertaram que seria uma espécie de Conduzindo Miss Daisy para leitoras de Martha Medeiros. Mas — minhas expectativas estavam bem baixas, percebam — até que The Help não me parece o mais oportunista dos dramas-pra-Oscar. É apenas mais um melodrama bem intencionado, em cores suaves e com muita coisa acontecendo, inspirado em best seller e dirigido por um-qualquer, que dilui um tema “importante” (no caso, as relações de ódio/amor entre as patroas brancas e as empregadas domésticas negras, no Mississippi abertamente racista do início dos anos 60) numa narrativa de fotonovela, palatável para o fã-clube de, digamos, Brothers and Sisters. Me lembrou outro filme “feminino” de época que se deixa anular pela própria caretice, O Sorriso de Mona Lisa. O elenco principal é muito competente e oscarizável, moças guerreiras segurando as pontas de um roteiro cheio de tipos estereotipados que, subitamente, como que por milagre, às vezes se redimem. E (ufa) nem são muitas as histórias que se cruzam.

(The Help, EUA/Índia/Emirados Árabes, 2011) De Tate Taylor. Com Viola Davis, Emma Stone, Octavia Spencer e Bryce Dallas Howard. 146min. C