top 100 | Os filmes da minha vida (10)

Postado em

Ei, amiguinhos, tudo pronto pra mais um episódio do ranking dos 100 filmes mais especiais da minha vida? Hoje serei breve porque este é um fim de semana movimentado, muita coisa está acontecendo, e não dá pra perder tempo com esse tipo de hobby.

Antes, um resuminho das regras do jogo (imaginando, por exemplo, que você tenha caído neste blog exatamente hoje, por falta de sorte): esta é uma lista com filmes que não são necessariamente os melhores, mas aqueles que, de alguma forma, marcaram a minha vida. Nos textinhos de cada post, tento explicar por que eles foram tão importantes pra mim.

Tentei achar semelhanças entre os filmes de hoje e não as encontrei. Se você quiser procurá-las, be my guest. Abraço.

082 | A Outra Face | Face/Off | John Woo | 1997

Na época da estreia, confesso que não dei muita bola pro filme: os elogios para a fase americana de John Woo me pareciam exagerados (eu havia detestado O Alvo), e eu era um menino que procurava realismo até no filme de ação mais surreal (como assim? Eles trocaram os rostos?). Alguns anos depois, quando passei a me interessar justamente pelos filmes mais delirantes, A Outra Face se tornou uma referência que usei para defender as liberdades criativas que eu identificava em fitas de gênero tidas como descartáveis. Hoje, o vejo simplesmente como um dos grandes filmes dos anos 90. As interpretações de Travolta e Cage (um imitando o outro, e com muito rigor!) são inesquecíveis.

081 | Deus e o Diabo na Terra do Sol | Glauber Rocha | 1964

Ainda me impressiono quando lembro que, apesar de ter me matriculado em quase todas as disciplinas do curso de cinema da Universidade de Brasília, nenhum professor exibiu Deus e o Diabo na Terra do Sol. Um lapso que, no fim das contas, se mostrou até muito positivo: assisti ao filme pela primeira vez numa sessão especial de encerramento do Festival de Brasília do Cinema Brasileiro, na tela grandalhona do Cine Brasília. Não sei se devo tratá-lo como o melhor filme de Glauber, desconfio que não seja o melhor brasileiro, mas ainda o vejo como o maior filme de aventura do diretor. E um que me parece criar o projeto de um país cinematográfico: em amarelo, verde, preto e branco. Uma sessão tão forte que, quando acenderam as luzes, eu não fazia mais a menor questão de saber os nomes dos vencedores daquele festival.

5 comentários em “top 100 | Os filmes da minha vida (10)

    Bruno Machado de Oliveira disse:
    dezembro 12, 2011 às 12:30 am

    “A Outra Face” também é um filme de que gosto muito. Acho que já o vi umas cinco vezes, e sempre revejo quando passa na tevê.

    Trata-se de um dos melhores filmes de ação já feitos. Uma obra de primeira linha, que nada deve a nenhum conceituado “filme de arte”.

    Grande abraço, Tiago. Estou curtindo muito a série.

    Tiago Superoito respondido:
    dezembro 12, 2011 às 12:45 pm

    Valeu, Bruno. Abraço.

    Rafael disse:
    dezembro 13, 2011 às 12:52 am

    Na minha opinião, Duro de Matar e A Outra Face são os melhores filmes de ação dos anos 80 e 90 respectivamente. Pode ser exagero da minha parte, mas arrisco a dizer que o primeiro está entre os dez mais importantes da história do cinema.

    Abraço.

    Adalberto disse:
    dezembro 28, 2011 às 12:39 pm

    A Outra Face, link (dublado):

    http://www.megaupload.com/?d=KBCPFKG3

    Adalberto disse:
    dezembro 28, 2011 às 12:42 pm

    Deus e o Diabo na Terra do Sol, link (dublado) kkkkkkkkkk…

    http://www.megaupload.com/?d=PDXICG70

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s