Os filmes da minha vida (5)

Postado em Atualizado em

A saga mais inconstante da internet (sempre alguns atrasada, coitada) chega a mais um episódio, desta vez apressadíssimo. Os textos a seguir foram escritos entre um filme e outro da Mostra de SP, evento onde estou enfurnado desde sexta-feira.

Prometo posts sobre o que eu estou vendo por aqui, no festival. Prometo, mas não sei ainda quando vou cumprir. Talvez amanhã. Não sei. Aos que se contentam com reviews irresponsáveis, escritas imediatamente após as sessões, me seguir no Twitter pode ser um bom placebo (o endereço é este aqui).

E, já que a onda é ficar prometendo, vocês não perdem por esperar a mixtape de outubro, todinha no formato de uma soundtrack. Já é minha favorita de todos os tempos.

092 | A mulher é o futuro do homem | Yeojaneun namjaui miraeda | Hong Sang-soo | 2004

Há cineastas que mudaram a forma como eu lidava com a arte, com o cinema. E há os cineastas que gosto de reencontrar por uma questão de afinidade, e esses trato da forma informal e afetuosa como me dirijo aos amigos. Sang-soo tem lugar nesse grupo. Qualquer filmes do cineasta poderia ter entrado nesta lista (difícil escolher entre a melhor lembrança de uma amizade, e confesso que todas parecem pertencer a um mesmo longa-metragem; e é dessa forma que também lido com os filmes do Godard ou do Linklater), mas escolhi A mulher é o futuro do homem porque foi o primeiro: o encontro inicial, numa telinha de tevê, com legendas desencontradas e um tanto bêbadas (mais ou menos como os personagens da trama). Talvez não seja um dos melhores do cineasta (não ameaça as obras-primas Noite e dia, Oki’s movie e Conto de cinema), mas é quase igual a todos os outros. E, perto de um filme do Sang-soo, quase todo o resto do cinema passa a parecer um pouquinho falso.

091 | Presságio | Knowing | Alex Proyas | 2009

Um dos filmes que mais revi numa tela de cinema (quatro vezes; e aposto que, com um pouco de tempo livre, teria visto mais) colidiu contra a minha vida feito um efeito grotesco de CGI. Acabou se transformando numa piada que meus amigos contam para me provocar: eu entendo que Presságio não é um grande filme (lembro que nem chegou a entrar no meu top 10 de 2009), mas também compreendo o que me conecta a ele: não apenas o tema, que me atrai terrivelmente (sou um fraco para filmes sobre fim de mundo), mas a forma desembestada como a trama se movimenta, aceleradamente rumo às últimas consequências de um gênero que Hollywood se acostumou a tratar com certa covardia (e aí incluo o desfecho, valente de tão juvenil). Tem isso. E tem o fato de que uma lista de filmes da minha vida sem Nicolas Cage seria um pouco desonesta, é claro.

15 comentários em “Os filmes da minha vida (5)

    dh disse:
    outubro 23, 2011 às 3:09 pm

    A cena do avião e o segundo movimento da 7ª do Beethoven já fazem valer a pena ver o Presságio.

    Rafael disse:
    outubro 23, 2011 às 10:18 pm

    Prevejo muitos guilty pleasures na sua listas. rsrs

    Tiago Superoito respondido:
    outubro 24, 2011 às 11:23 am

    Agora estamos falando a mesma língua, DH, haha.

    Pois é, Rafael. Este é o espírito!

    G. Dylan disse:
    outubro 24, 2011 às 12:22 pm

    Eu queria dizer que essa lista de filmes está melhor ainda do que aquela de discos. Ou tao boa quanto. Ou promissora, pq está no começo. Mas nao sei. Nao vou fazer esse comentário.

    Bem que podia rolar uns torrents.

    Tiago Superoito respondido:
    outubro 24, 2011 às 12:54 pm

    Valeu, Dylan. Então: a ideia é que, nos filmes mais bacanas, VOCÊS tragam os torrents e postem aqui nos comentários. Isso já tá rolando. Mas acho que não vai acontecer com todos os filmes.

    G. Dylan disse:
    outubro 24, 2011 às 1:46 pm

    Agora fui rever os comentários dos outros posts e descobri esse tal pacto entre os leitores do blog. Vamos acompanhar.

    Adalberto disse:
    outubro 24, 2011 às 2:36 pm

    Link para o filme A mulher é o futuro do homem “Yeojaneun namjaui miraeda”:

    http://www.filestube.com/eIpTwCNnwkkQ10jjnRMHBq/Woman-Is-the-Future-of-Man-2004.html

    Está em 7 partes.

    Chico Fireman (@chicofireman) disse:
    outubro 24, 2011 às 2:48 pm

    Cage!

    Tiago Superoito respondido:
    outubro 24, 2011 às 2:50 pm

    Olha o Adalberto aí colaborando!

    Adalberto disse:
    outubro 24, 2011 às 6:03 pm

    Presságio 2009 dublado:

    http://depositfiles.com/files/ymtny1lw5

    Tiago, eu acho que as piadas dos seus amigos procedem, Hein?kkkkkkkkkkk…
    Mas eu também gosto do filme…eita…falei…kkkkkkkkkkkk…

    vi disse:
    outubro 25, 2011 às 2:37 am

    realmente, o plano sequencia da queda do avião é fantástico.

    A do metro também. E só. E me incomoda ver a permanente cara de assustado do Nicolas Cage em seus últimos filmes. Bizarro.

    Tiago respondido:
    outubro 25, 2011 às 10:46 am

    Pois é, Vi, o Cage tá sempre prestes a ter um AVC, haha.

    dh disse:
    outubro 28, 2011 às 2:53 am

    Vai ver ele realmente teve um AVC antes das filmagens.

    Nossa, que horrível.

    fausto disse:
    novembro 4, 2011 às 10:13 am

    Eu gosto do Alex Proyas…mas Presságio como roteiro/história é muito fraco…tanto que até agora o povo só falou das características técnicas do filme: plano sequencia…e outras coisas..

    fausto disse:
    novembro 4, 2011 às 10:22 am

    E sabe quem foi o único a gostar de Knowing? Foi o Roger Ebert..pode olhar no metacritic…Acho The Happening muito melhor…mais hitchcock e menos pretensioso que Knowing!! E ainda tem o fato do Shyamalan ser perseguido pela crítica americana. E se vc for olhar pelo lado técnico ambos os diretores são muito bons…Acho que o Proyas perdeu o “prumo” depois de eu, robô e o Shyamalan ganhou prumo depois de A dama da água…

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s