[richard williams]

Postado em Atualizado em

“O azul é a cor da distância, do céu e das montanhas ao longe. Cézanne acreditava que apenas acrescentando um elemento de azul a cada cor em sua aquarela ele seria capaz de criar a sensação da luz natural, de objetos vistos através do ar. É a cor das despedidas, das lágrimas, das ausências, da saudade, do estoicismo, das emoções controladas ou examinadas em contemplação solitária. E, ainda assim, entre todas as cores do espectro, apenas o violeta tem um menor comprimento de onda que o azul, o que gera um alto grau de energia. A excitação criada pelo vermelho é, nesse sentido, uma ilusão tão grande quanto a distância e a passividade do azul. Entretanto, é uma ilusão popular: uma experiência demonstrou que as pessoas dentro de uma sala pintada em tons de azul e verde reclamaram do frio quando a temperatura caiu a 15°C; quando a sala foi pintada em tons de vermelho e amarelo, elas ainda se sentiam aquecidas a 12°C.”

Trecho de Kind of Blue – Miles Davis e o álbum que reinventou a música moderna, de Richard Williams.

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s