Os discos da minha vida (top 10)

Postado em Atualizado em

Neste episódio prateado da saga dos 100 discos que reluziram na minha vida, um great oldie que sempre vai soar jovem. Ou: nenhum top 10 faz sentido sem Bowie. Para quem não conhece, recomendo o seguinte: pule o texto (que está qualquer nota) e vá ao MP3. Em 3, 2, 1…

007 | The rise and fall of Ziggy Stardust and The Spiders from Mars
David Bowie | 1972 | download

Não ouço este disco já há algum tempo. A vantagem é que posso observá-lo com um certa frieza, sem que este texto se transforme num melodrama cósmico. Se bem que, no caso, todas as músicas começam a rodar no meu cérebro – uma jukebox alienígena – assim que leio o nome do álbum.

Ziggy Stardust and the Spiders from Mars. Ah. Este, para mim, é a piada mais sincera: um grande disco de rock e, ao mesmo tempo, uma perfeita caricatura daquilo que esperamos de um grande disco de rock. Uma farsa muito da esperta, às vezes cínica — mas que nos emociona, ô, sim.

No post anterior desta saga de 100 discos, tentei explicar meu amor por Doolittle, do Pixies. Não consegui. Este aqui me parece um caso mais fácil. É que o disco de Bowie consegue (naturalmente!) combinar ironia e afetuosidade, em medidas equivalentes. E essa alquimia é a poção mágica que sempre procurei em filmes, livros e que, mais tarde, eu tentaria (sem sucesso, eu sei) aplicar aos meus textos.

O que Bowie faz é complicadíssimo, mas às vezes parece tão jocoso — quase vulgar — que muitos fãs do sujeito preferem se escorar em álbuns mais respeitáveis: Low, até Aladdin Sane. Ziggy soa como uma troça, uma charge grotesca dos excessos de popstars. É ingênuo. É pueril. Parece até que pede para não ser levado a sério.

Mas vamos lá: é nesse formato teatral, camp, debochado, que Bowie encontra os balangandãs para cravar os dentes num pop melódico, fácil, maquiadíssimo. É desse desejo pelo chiclete mais doce que surgem canções como Moonage daydream e Suffragette City. Conheço poucos discos de rock que soam tão viciantes. Parece que ele ri da nossa cara: você vai ter vergonha de amar tudo isso com tanta intensidade.

Essa, no entanto, é só a parte mais rasteira da lenda.

Lembro que descobri o disco numa época em que eu estava fissurado em Daft Punk e Air — principalmente na forma como os franceses iam buscar no pop mais fuleiro, kitsch, as sucatas para converter em love songs futuristas, soft rock com coração, synthpop de morango (e aqui, meu irmão, não estamos falando em sarcasmo, mas em amor pelo sarcasmo). O disco de Bowie, naquele contexto, me parecia um elo perdido.

Daí que, quando descobri Ziggy Stardust, me vi abandonando todas as minhas bandas preferidas para dar um mergulho na gelatina de Bowie. Descobri álbuns extraordinários — e personagens que renderiam as mais surreais das graphic novels. Mas Ziggy permaneceu acima de todos: era o disco para onde eu voltava todas as tardes, faminto, como quem faz questão de exagerar na sobremesa.

São dois efeitos provocados pelo disco, e acho que eles se complementam: pode ser ouvido como uma das mais perfeitas coleções de hits (e existe outra tão adorável?), e também como uma sci-fi delirante sobre uma década que explodiu em glicerina, purpurina e teclados estridentes (no fim do disco, quando nosso herói sai melancolicamente de cena, começam os anos 80).

Dizem que o álbum ajudou na invenção de um gênero (o glam rock). Pode ser que sim. Minha relação com ele é descomplicada: desde a primeira audição, entendi onde eu pisava. Adolescentes gostam de implodir os clássicos, certo? Em mim ele provocou o mesmo impacto dos primeiros discos dos Beatles: antes que eu pensasse em avaliá-lo objetivamente, eu já estava hipnotizado, perplexo, flutuando no espaço sideral. Top 3: Moonage daydream, Ziggy Stardust, Soul love.

Após o pulo, veja os outros discos que apareceram neste ranking.

08 doolittle, pixies
09 unknown pleasures, joy division
10 after the gold rush, neil young
11 a tábua de esmeralda, jorge ben
12 automatic for the people, r.e.m.
13 xo, elliott smith
14 sticky fingers, rolling stones
15 achtung baby, U2
16 pink moon, nick drake
17 grace, jeff buckley
18 loveless, my bloody valentine
19 radio-activity, kraftwerk
20 the queen is dead, the smiths
21 siamese dream, smashing pumpkins
22 magical mystery tour, the beatles
23 odelay, beck
24 velvet underground and nico, velvet underground
25 rubber soul, the beatles
26 kid a, radiohead
27 zen arcade, hüsker dü
28 transa, caetano veloso
29 low, david bowie
30 nashville skyline, bob dylan
31 wowee zowee, pavement
32 odessey and oracle, zombies
33 as quarto estações, legião urbana
34 last splash, the breeders
35 what’s going on, marvin gaye
36 daydream naton, sonic youth
37 abbey road, the beatles
38 the soft bulletin, flaming lips
39 plastic ono band, john lennon
40 london calling, the clash
41 exile on main street, rolling stones
42 younger than yesterday, the byrds
43 sgt. pepper’s lonely hearts club band, the beatles
44 stankonia, outkast
45 the who sell out, the who
46 is this it, the strokes
47 astral weeks, van morrison
48 mighty joe moon, grant lee buffalo
49 le historie de melodie nelson, serge gainsbourg
50 the ramones, the ramones
51 the dark side of the moon, pink floyd
52 construção, chico buarque
53 parklife, blur
54 murmur, rem
55 music from big pink, the band
56 bringing it all back home, bob Dylan
57 in the wee small hours, Frank sinatra
58 moon safari, air
59 the stooges, the stooges
60 carnaval na obra, mundo livre sa
61 paul’s boutique, beastie boys
62 in utero, nirvana
63 american beauty, greateful dead
64 ladies and gentlemen, we are floating in space, spiritualized
65 os mutantes, os mutantes
66 discovery, daft punk
67 sea change, beck
68 dusty in memphis, dusty springfield
69 69 love songs, the magnetic fields
70 portishead, portishead
71 scott 4, scott walker
72 teenager of the year, frank black
73 either/or, elliott smith
74 elephant, the white stripes
75 on the beach, neil young
76 deserter’s songs, mercury rev
77 off the wall, michael jackson
78 post, bjork
79 surf’s up, beach boys
80 pulp fiction, soundtrack
81 songs from a room, leonard cohen
82 a ghost is born, wilco
83 under a red blood sky, u2
84 behaviour, pet shop boys
85 sheik yerbouti, frank zappa
86 electro-shock blues, eels
87 this is hardcore, pulp
88 brotherhood, new order
89 selvagem?, os paralamas do sucesso
90 merriweather post pavilion, animal collective
91 all things must pass, george harrison
92 the downward spiral, nine inch nails
93 bookends, simon and garfunkel
94 mezzanine, massive attack
95 #1 record, big star
96 summer in abbadon, pinback
97 gentleman, the afghan wighs
98 grievous angel, gram parsons
99 ten, pearl jam
100 grand prix, teenage fanclub

Anúncios

29 comentários em “Os discos da minha vida (top 10)

    Pedro Primo disse:
    julho 19, 2011 às 6:23 am

    Na boa, esse é fácil o disco mais cool do mundo. Top 2 meu.

    Tiago Superoito respondido:
    julho 19, 2011 às 12:20 pm

    Qual é o Top 1, Pedro?

    Eduardo disse:
    julho 19, 2011 às 12:39 pm

    Não consigo me decidir sobre qual é o melhor album do Bowie. O Hunky Dory, pra mim, é um album perfeito e emocionante do começo ao fim.

    Tiago Superoito respondido:
    julho 19, 2011 às 12:49 pm

    Hunky Dory também é maravilhoso, não tem como negar.

    Yasmin disse:
    julho 19, 2011 às 1:43 pm

    Eu amo o Bowie, mas também não sei qual meu álbum preferido dele. Você disse “Nenhum top 10 faz sentido sem Bowie”. É isso. Infelizmente, tantos (tops e pessoas) passam sem ele.

    Pedro Primo disse:
    julho 19, 2011 às 4:04 pm

    Ok Computer.

    Tiago Superoito respondido:
    julho 19, 2011 às 4:57 pm

    Disquinho até bacana, Pedro. Hehe.

    Meus preferidos são Ziggy e Low, Yasmin.

    MM disse:
    julho 19, 2011 às 9:11 pm

    Fantástico; adoro esse e muitos dos outros superoito.

    Adalberto disse:
    julho 19, 2011 às 9:12 pm

    Mais um álbum e texto top de linha.
    Ziggy é o único disco de glam rock, que resistiu ao tempo, se tornando um clássico definitivo do ROCK.

    Tiago Superoito respondido:
    julho 19, 2011 às 9:15 pm

    Valeu, MM.

    Tem outros bons discos de glam, Adalberto, mas acho que este aqui transcende o “gênero”.

    Adalberto disse:
    julho 19, 2011 às 10:18 pm

    Justamente, Tiago.
    Justiça seja feita… Adoro o “Country Life” do Roxy Music , “Electric Warrior” do T.Rex, entre outros clássicos do glam rock mas Ziggy, é covardia.

    Tiago Superoito respondido:
    julho 19, 2011 às 11:37 pm

    Também acho, Adalberto

    semionato disse:
    julho 20, 2011 às 4:32 am

    faltam 6, faltam 6.

    david bowie é muito over my head. sigo ouvindo girl bands dos anos 60 e taí aí o glorioso paredão de som que me agrada, aaahhhh.

    Tiago Superoito respondido:
    julho 20, 2011 às 12:10 pm

    Qual é seu top 10, Semionato?

    Eduardo disse:
    julho 20, 2011 às 12:51 pm

    Sei que a pergunta foi dirigida ao Semionato, mas não resisto à tentação de apresentar o meu top 10:
    1 – Velvet Underground & Nico – Velvet Underground
    2 – Pet Sounds – Beach Boys
    3 – White Album – The Beatles
    4 – Transformer – Lou Reed
    5 – Third/Sister Lovers – Big Star
    6 – Hunky Dory – David Bowie
    7 – Songs of Leonard Cohen – Leonard Cohen
    8 – Ocean Rain – Echo and The Bunnymen
    9 – Tender Prey – Nick Cave and The Bad Seeds
    10- Surfer Rosa – Pixies

    Tiago Superoito respondido:
    julho 20, 2011 às 1:05 pm

    Bacana, Eduardo. Gosto muito desses discos todos.

    Tiago Supernove disse:
    julho 20, 2011 às 2:51 pm

    Legal, Tiago. Ziggy Stardust é muito bom.

    Tiago Superoito respondido:
    julho 20, 2011 às 2:52 pm

    Opa. Valeu, xará.

    Felipe Queiroz disse:
    julho 20, 2011 às 7:03 pm

    Já que a galera toda tá revelando os seus melhores, aqui vai o meu top 10 (que não tem Bowie):

    01- The Beatles – Album Branco
    02- Bob Dylan – Blood on the Tracks
    03- Jimi Hendrix Experience – Electric Ladyland
    04- The Clash – London Calling
    05- Television – Marquee Moon
    06- Radiohead – Ok Computer
    07- The Stooges – Funhouse
    08- Talking Heads – Remain in Lights
    09- Sonic Youth – Daydream Nation
    10- The Smith – The Queen is Dead

    Tiago Superoito respondido:
    julho 20, 2011 às 7:14 pm

    Interessante, Felipe. Só agora percebi que Talking Heads não tá no meu top 100, haha. Mas gosto mto da banda.

    Felipe Queiroz disse:
    julho 20, 2011 às 7:24 pm

    Pois é, ahah. Um cara como David Byrne não pode ficar de fora de uma lista dessa.

    Tiago Superoito respondido:
    julho 20, 2011 às 7:56 pm

    Acabou ficando, hehe.

    Pedro Primo disse:
    julho 21, 2011 às 2:51 am

    Ok, virou festa, vou nessa também:

    1. Ok Computer – Radiohead
    2. Ziggy Stardust – David Bowie
    3. The Queen is Dead – The Smiths
    4. Dummy – Portishead
    5. Automatic for the People – R.E.M.
    6. In the Aeroplane Over the Sea – Neutral Milk Hotel
    7. White Album – The Beatles
    8. Disintegration – The Cure
    9. Blood on the Tracks – Bob Dylan
    10. Funeral – Arcade Fire

    Alê Marucci disse:
    julho 21, 2011 às 4:02 am

    Olha aí mais um fã de Neutral Milk Hotel!
    Ótima lista, Pedro.
    Aliás, ótimas todas as listas. Tiago só tem leitores de bom gosto.

    Tiago Superoito respondido:
    julho 21, 2011 às 12:21 pm

    Bela lista, Pedro.

    Também acho, Alê. O blog só continua por causa deles, aliás.

    Adalberto disse:
    julho 21, 2011 às 1:50 pm

    Neutral Milk Hotel, obra-prima.

    semionato disse:
    julho 21, 2011 às 4:17 pm

    01a. car wheels, lucinda williams
    01b. third/sister lovers, big star [aê, eduardo]

    não consigo passar daí.

    Tiago Superoito respondido:
    julho 21, 2011 às 5:15 pm

    Pô, eu jurava que veria dois da Lucinda dividindo o primeiro lugar.

    Eduardo disse:
    julho 22, 2011 às 6:15 pm

    Tiago, só por curiosidade, tu conheces um disco chamado Present Tense de uma banda chamada Sagittarius? O disco é de 1967 e o som é meio na linha do Pet Sounds. É muito bom, maravilhoso. Se tu não conhece, te recomendo. Só me lembrei desse disco, porque acho que deveria tê-lo incluído em meu top 10.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s