Mixtape! | Abril, pela manhã

Postado em

A mixtape de abril é soul. Entende? Soul music, meu filho. Pra rebolar o cérebro e aquecer os ventrículos. Coisa forte, que gruda e (cuidado!) pode machucar.

Portanto, já estou preparado para reações adversas: quem vem a este blog procurando indie rock vai cair do cavalo (apesar de uma ou outra surpresinha); quem curte um country rock vai ficar mordendo cana. Mas só desta vez, ok? É uma coletânea especial.

Especial porque sempre quis gravar um CDzinho temático, puxado mais pro r&b, pro funk, pro hip-hop e adjacências. Eis o rapagão, finalmente vestido para seduzir as minas. Admito que estou muito orgulhoso do moleque.

É, de muito longe (e desta vez não estou forçando a barra), a melhor coletânea de todos os tempos deste blog. É coesa e também um tantinho surpreendente, é dançante e também profundamente triste, é um disco de amor escrito com linhas tortas de melodia, é pesadona e às vezes levinha. Se ela pudesse falar, diria: sou foda!

A ideia apareceu graças à música que abre o disco: The morning, do The Weeknd. É a minha preferida do ano (até abril, é claro) e está num discão: House of balloons. A foto lá em cima, com louvores, é deles. Tudo o que tentei foi criar uma coletânea que estivesse à altura dessa canção e que, de alguma forma, dialogasse com ela. Acho que consegui.

O disco conta uma história com início, meio e fim. Desta vez não vou estragar o surpresa: deixo que vocês tentem adivinhar sobre o que ela trata. Mas a coletânea também pode ser compreendida aos pedaços – e, desta forma, aparecem conotações muito diferentes, que fazem referência a pessoas que conheço e a situações da minha vida.

É um CD, por isso, de muitas dedicatórias. Uma parte do set é dedicada explicitamente à minha namorada (Roll up, You e Street) e trata amor e telefonemas de longa distância. Uma outra parte é para os meus amigos mais próximos (Last night at the Jetty, Ok). E, de uma ponta a outra, é um disco para quem frequenta este blog com mais dedicação e topa embarcar nas minhas loucuras quase diárias. Principalmente pro Pedro Primo, que vai entender direitinho este CD. Esse é teu, rapaz!

Sem querer forçar uma dissertação de mestrado, o disco tenta humildemente mostrar um pouco as variações do hip-hop que me agrada, do mais juvenil (Love is crazy) ao mais sábio (People are strange) ao mais peralta (Ok) ao mais melancólico (The vent). Vai fazer muito sentido, se você prestar atenção.  

Além de The Weeknd, o CD tem Wiz Khalifa, TV on the Radio, Childish Gambino, Das Racist, Bibio, Metronomy, Jamie Woon, Panda Bear, Big KRIT e Beastie Boys. Mês que vem, se eu me convencer de que este blog merece a vida, prometo incluir Fleet Foxes (que não combinou muito com o clima deste disco, infelizmente).

É isso, acho. Gravei esta coletânea ainda na primeira metade do mês e fui fazendo pequenas mudanças aqui e ali. A conheço em cada detalhe. Por isso repito: não há outra que me agrade tão completamente. Mesmo que você deteste soul music, dê uma chance a ela. Talvez, quem sabe?, a danada acabe colando em você.

E depois (vamos lá!) deixe um comentário sobre a experiência. A lista de músicas, como de costume, está na caixa de comentários. Até mais e (no caso, bem apropriadamente) boa noite.

Faça o download da mixtape de abril.

(aproveite o embalo e faça também o download das mixtapes de fevereiro e de março)

Anúncios

19 comentários em “Mixtape! | Abril, pela manhã

    Tiago Superoito respondido:
    abril 27, 2011 às 12:17 am

    1 the morning, the weeknd
    2 roll up, wiz khalifa
    3 you, tv on the radio
    4 love is crazy, childish gambino
    5 people are strange, das racist
    6 take off your shirt, bibio
    7 she wants, metronomy
    8 street, jamie woon
    9 last night at the jetty, panda bear
    10 the vent, big krit
    11 ok, beastie boys

    Pedro Primo disse:
    abril 27, 2011 às 12:32 am

    Essa é a mixtape zuada, né? Tô baixando.

    Tiago Superoito respondido:
    abril 27, 2011 às 12:36 am

    É zuada mas é limpinha. Baixe aí, Pedro.

    André disse:
    abril 27, 2011 às 12:38 am

    No prelo. (nada a ver)

    Tiago Superoito respondido:
    abril 27, 2011 às 12:39 am

    Hahahaha.

    Daniel disse:
    abril 27, 2011 às 1:20 am

    Ih, Tiago, acho que nessa vou ficar devendo…

    Tiago Superoito respondido:
    abril 27, 2011 às 1:21 am

    Hahaha, eu já tava esperando por isso, Daniel. Mas maio vem aí, aguarde. :)

    Daniel disse:
    abril 27, 2011 às 1:29 am

    Mas só se vc parar de uma vez com todas com esse papo de “pedir as contas” !! Olha que eu não volto mais aqui, hein?! (rs)

    Já no aguardo da mixtape de maio, que terá uma do Fleet Foxes mais 10. :)

    A propósito, eu não sei ao certo o q é zuado, mas pelo que vcs comentam acho que eu tbm estou zuado. Ou sempre fui, sei lá.

    Tiago Superoito respondido:
    abril 27, 2011 às 1:43 am

    Eu sei que é um saco, Daniel, mas realmente tá uma crise danada por aqui. Não vou ficar de mimimi pra não encher a paciência de vocês, mas a coisa tá feia.

    Sim, somos todos zuados. Agora mesmo eu estou muito zuado. Muito. Totalmente zuado.

    Alê Marucci disse:
    abril 27, 2011 às 1:18 pm

    Oba! Soul, r&b, funk e hip-hop? Amo!
    E, se uma parte é dedicada a mim, tanto melhor. :)
    Vou começar a ouvir e depois deixo aqui minhas impressões.
    Beijo.

    Tiago Superoito respondido:
    abril 27, 2011 às 1:29 pm

    Tomnara que você goste, Alê. É a mixtape mais arriscada de todas, aposto que pelo menos 50% dos leitores deste blog vão torcer o nariz.

    Thiago Dantas disse:
    abril 27, 2011 às 6:31 pm

    Só não copio e colo o comentário da Alê porque a mixtape não foi dedicada a mim, mas amo tudo que ela disse, haha! Não conheço quase nada da seleção, mas ó, vou ouvir de coração aberto porque se tem soul no meio já é meio caminho pra eu gostar. (:

    Tiago respondido:
    abril 27, 2011 às 6:43 pm

    Ouça aí, Thiago. Depois diga o que achou.

    Pedro Primo disse:
    abril 28, 2011 às 2:51 pm

    Falando sério, acho que essa é a melhor que você gravou (pelo menos é a que o “conceito” ficou mais aparente), equilibrou bem as diferenças aparentes entre as faixas (a troca de She wants pra Streets é sensacional). Gostei muito. E tem The morning não tem como não curtir.

    Tiago Superoito respondido:
    abril 28, 2011 às 2:56 pm

    Opa. Se o Pedro gostou, então ganhei o dia.

    Também é minha preferida.

    Alê Marucci disse:
    abril 28, 2011 às 11:19 pm

    Por culpa dessa mixtape comecei a gostar da música do The Weeknd!
    Por enquanto, “Roll Up” é minha preferida. Não conhecia, mas já viciei.
    Ah, e tem ainda Panda Bear, com minha música preferida do último disco.
    Mixtape muito incrível essa.

    Tiago respondido:
    abril 29, 2011 às 7:36 pm

    Ufa, que bom, você gostou!!

    ‘Roll up’ é uma graça mesmo, ‘whenever you call, baby, i’ll roll up’.

    E ‘The morning’ é r&b marxista: ‘all the money, the money is the motive’. Música do ano, imbatível.

    G. Dylan disse:
    maio 3, 2011 às 3:38 am

    Sou fã de TV on the Radio desde o momento que escutei os primeiros acordes. Eles fazem uma coisa que pra mim é essencial: inovar. É um som diferente, bem vanguarda, crista da onda.

    Me amarrei na mixtape inteira. Estou completamente viciado em The Weeknd.

    Tiago respondido:
    maio 3, 2011 às 4:43 pm

    Valeu, Dylan, obrigado.

    Mais um para o clube de viciados em The Weeknd, então.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s