7 comentários em “(anteontem, saída do trabalho, 19h)

    Humberto Junior disse:
    janeiro 16, 2011 às 6:35 pm

    to te lendo no domingo super oito, mereco um badge de leitor… sei la, sem vida. e vc ta pegando a ela? (agora mereco um badge de leito enxerido.)

    Tiago Superoito respondido:
    janeiro 16, 2011 às 6:40 pm

    olha aí, leitor enxerido: ‘ela’, no caso, é uma colega de trabalho. a mulher que eu amo nasceu em outra cidade, mora longe e, enquanto isso, eu fico aqui morrendo de saudades.

    ler o blog aos domingos é bacana. dou o maior apoio! haha.

    Lau disse:
    janeiro 16, 2011 às 9:01 pm

    Uma coisa que eu aprendi com o tempo, com esforço e depois de muita frustração é que não importa o que você faça as pessoas irão sofrer. Não é o tempo, não é a chuva, não são as situações. Elas sofrem. Eu tinha um amigo que me dizia que você pode dar condições para alguém ser feliz, mas ela vai decidir o que fazer com a própria felicidade, alguns voltam toda semana (no ps) outros aprendem e vão viver.
    E no fim, qual ser humano não é sozinho? Dividimos um mundo com outros, mas quando vamos dormir ou até mesmo em uma conversa,somos nossos pensamentos fechados dentro da cabeça.
    Então, divida a sua felicidade,mostre ao mundo esse sorriso e não se preocupe com o sofrimento dos outros. Não agora. Seja um pouco egoísta.
    Deixe os outros, você não pode fazer nada para que eles encontrem a felicidade.
    Abraços!

    Karolina disse:
    janeiro 16, 2011 às 9:10 pm

    Eu moro numa comercial, então momentos silenciosos são mais raros. Mas Brasília tem seus dias de filme mudo, meio bittersweet.

    É bom saber que não é só eu que me sinto assim nessa cidade :)

    Alê Marucci disse:
    janeiro 16, 2011 às 11:41 pm

    Cada dia mais tenho vontade de conhecer Brasília.
    Quero ver essas ruas largas e vazias. Quero perceber esse silêncio.
    Parece tudo tão diferente do lugar onde eu me criei. E tão diferente do lugar onde vivo hoje.
    Talvez Brasília me ajude a te conhecer ainda mais.
    Beijo.

    Tiago Superoito respondido:
    janeiro 17, 2011 às 3:14 am

    É isso aí, Lau, taí um bom conselho. Estou mais tranquilo em relação a isso. Percebo que, pra muita gente, é melhor ser triste que alegre, ou pelo menos é mais fácil ficar reclamando de tudo do que buscar uma solução. Paciência.

    Karolina, então você entende. Haha. Se bem que a vida numa quadra comercial deve ser pelo menos um pouquinho mais agitada.

    Alê, é bem diferente do lugar onde você vive. Pode deixar que você vai ter um guia que conhece os lugares menos tediosos da cidade. :)

    alcfdantas disse:
    janeiro 24, 2011 às 8:17 am

    O texto e os comentários me lembraram muito de um dos meus contos preferidos do David Foster Wallace: Good Old Neon.

    Depois dá uma procurada (se for o caso, até baixe). Tu vai gostar MUITO. DFW é tua cara.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s