Mixtape! | O melhor de abril

Postado em Atualizado em

A mixtape de abril poderia se chamar One from the heart ou I’m trying to break your heart ou receber qualquer outro nome que combine com coletâneas sentimentais e manhosas que maltratam o coraçãozinho. Não tentem usá-la em aulas de aeróbica.

Apesar do conteúdo altamente depressivo, a mixtape saiu melhor do que eu esperava. Comecei com 14 músicas, mas, para evitar uma onda de suicídios, cravei o meu número da sorte: 10. O resultado ficou mais conciso e um pouco menos bizarro do que eu planejava (foi mal, Flying Lotus!). Não é a melhor mixtape amadora de todos os tempos, mas ela certamente não aceitaria esse posto: é encabulada, tem autoestima baixa e sofre em silêncio. Recomendo que vocês a ouçam com luzes apagadas e a tratem com carinho.

Como de costume, a mixtape contém meus favoritos do mês. O melhor disco que ouvi em abril foi This is happening, do LCD Soundsystem. Talvez vocês lembrem que Drunk girls apareceu na coletânea de março. Daí que James Murphy (o sujeito gorducho que está tirando um ronco na foto acima) aparece desta vez com uma música que está na trilha sonora do filme Greenberg, de Noah Baumbach. É trapaça, eu sei. Mas Paul McCartney daria um sorriso.

O disquinho ainda tem Broken Social Scene (e eu gostaria muito de escrever algo sobre o álbum novo deles, mas não tenho tempo nem para cortar unhas), The Radio Dept., The Watson Twins, a nova do Blur, uma loucura do Jamie Lidell, uma baladinha fofa do Band of Horses, High Places, a canção mais triste do mundo (Sorrow, do The National) e uma faixa do Hold Steady que diz assim: ‘eu ainda ouço aquele single, mas ele não soa mais tão simples’. Oh, sim. Não é nada simples desta vez.     

Então ouça e depois conte tudo (a tracklist está na caixa de comentários, logo ali). Baixe a mixtape de abril aqui ou, na preferir, aqui.

Anúncios

16 comentários em “Mixtape! | O melhor de abril

    Tiago Superoito respondido:
    abril 30, 2010 às 2:01 am

    A tracklist:

    1 – Photographs – James Murphy
    2 – Art House Director – Broken Social Scene
    3 – Sorrow – The National
    4 – Heaven’s on Fire – The Radio Dept.
    5 – On Giving Up – High Places
    6 – Fool’s Day – Blur
    7 – Modern Man – The Watson Twins
    8 – Compass – Jamie Lidell
    9 – Evening Kitchen – Band of Horses
    10 – We Can Get Together – The Hold Steady

    Diego Maia disse:
    abril 30, 2010 às 2:26 am

    Escolheu a dedo essa foto!

    Daniel Pilon disse:
    abril 30, 2010 às 2:27 am

    Estou atrasado para ouvir os vazamentos e ainda não ouvi a maioria do que consta na lista, mas você escolheu a minha também preferida do novo do Jamie Lidell.

    Tiago Superoito respondido:
    abril 30, 2010 às 2:32 am

    É que a coletânea dá sono, Diego! Haha. Mentira, dá sono não.

    E é um disco que ainda não consegui digerir, Pilon.

    Diego Maia disse:
    abril 30, 2010 às 2:36 am

    Compass é a minha preferida também. Abraço em grupo!

    Tiago Superoito respondido:
    abril 30, 2010 às 2:37 am

    Todos numa mesma vibe!

    Pedro Primo disse:
    abril 30, 2010 às 2:47 am

    A música que você escolheu do novo do Broken Social Scene é minha favorita do álbum (junto com All to all). Estou baixando…

    Tiago Superoito respondido:
    abril 30, 2010 às 2:49 am

    Gosto muito de pelo menos umas cinco do disco, Pedro. Valeu por baixar, diga depois o que achou.

    Diego Maia disse:
    abril 30, 2010 às 3:01 am

    Art House Director TAMBÉM é a minha favorita do BSS novo!

    Diego Maia disse:
    abril 30, 2010 às 3:09 am

    Tem Water in Hell e Forced to Love também. Gosto bastante do disco.

    Daniel disse:
    abril 30, 2010 às 5:23 am

    Boa seleção (e eu varando novamente a madrugada ouvindo), embora ache que curti mais a anterior.

    O destaque pra mim é a belíssima do The National (já estou com o disco, mas ainda não ouvi).

    E a música do Band of Horses é realmente fofíssima até dizer chega – por isso gostei tanto. Por sinal, a tua resenha sobre o disco me causou ainda mais vontade de ouvi-lo (apesar de vc não ter se empolgado muito). Não ando muito afeito a desafios…e ainda por cima há a aproximação com o Iron&Wine, que eu gosto muito.

    Valeu !

    Tiago Superoito respondido:
    abril 30, 2010 às 10:12 am

    Mas a de março é a melhor mixtape de todos os tempos, Daniel. Nem dá pra comparar, hehe. Brincadeira. A ideia era fazer uma coletânea menos extrovertida, não sei se deu certo.

    Pedro Primo disse:
    abril 30, 2010 às 11:26 pm

    Essa mixtape soou como poesia de bar, eu gostei mais do que a anterior. As faixas são mais uniformes, bem legal.

    Daniel disse:
    maio 1, 2010 às 4:37 am

    Mas claro que deu certo, Tiago !! Foi meramente uma questão de gostar de um no. maior de músicas de uma compilação do que da outra.

    Por exemplo, essa nova do Blur eu já tinha achado um pouco decepcionante, talvez por ver a banda novamente reunida e esperar algo mais marcante…

    Digamos que essa é a segunda melhor de todos os tempos, então. rs

    Murillo disse:
    maio 5, 2010 às 3:14 am

    Gostei muito de sua mixtape, partirei para as anteriores. Curioso para ouvir a de Março.

    Tiago Superoito respondido:
    maio 6, 2010 às 4:56 pm

    Legal, Murillo. Não sei se a de março ainda está funcionando, mas tente lá. E avise aos seus amigos.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s