2 ou 3 parágrafos | O lobisomem

Postado em Atualizado em

O lobisomem (2/5) é desses casos estranhos: um filme que tem muito (um ótimo ator no papel principal, direção de arte caprichada, bela trilha e um conceito firme de homenagem a antigas fitas de monstro da Universal), mas que me deixou petrificado. Foi como assistir a uma colagem impessoal, quase grosseira, de ótimos atributos técnicos e boas intenções. Traduzindo para um linguajar carnavalesco: é aquela escola de samba nota 10 em alegorias e adereços mas que, na avenida, passa feito elefante.

O que acontece? Talvez haja algo problemático na ideia de aproveitar a persona turrona de Benicio del Toro num papel que exige um ar melancólico, romântico. No caso, não dá pé. Mas acredito que a explicação para o que há de oco na narrativa está na direção acéfala. De quem é este filme? Quem é Joe Johnston? O que ele tem a dizer sobre o passado da Universal Pictures? Ainda não faço ideia. Ele vai lá e faz o trabalhinho.

Imagino que, se dirigido por um Tim Burton ou por qualquer outro cineasta com o mínimo de interesse no gênero, este museu de cera possivelmente seria tomado por uma lufada de ar quente. Com Johnston na gerência, é só um museu de cera. Com teias de aranha nos corredores.

Anúncios

7 comentários em “2 ou 3 parágrafos | O lobisomem

    semionato disse:
    fevereiro 20, 2010 às 8:38 am

    depois de umas semanas sem pintar aqui, esperava ver as 5 estrelaiada pra the wire e o que encontro?

    4, 4 estrelas!

    e você já viu o the cost. as coisas já são 5 a partir daí.

    abraços, s8!

    ps: nunca ache que eu tô pegando no seu pé com essa coisa de série. eu sou mó respeitoso o log da moçada, abotoo as calças e tudo.

    Tiago Superoito respondido:
    fevereiro 20, 2010 às 10:15 am

    Não vi nada ainda que mereça cinco, Semionato. Mas 4 tá de bom tamanho, tá não?

    semionato disse:
    fevereiro 20, 2010 às 10:45 pm

    os últimos da s1 são demais, contando a partir do ep. em que Aquilo acontece com Aquela personagem.

    quero saber o que você vai achar da s2. é mais, sei lá, aparentemente leve, worldly que a 1a. mas. não. é.

    é geralmente tida como a mais fraca, junto com a s5, mas não compre isso.

    Tiago respondido:
    fevereiro 20, 2010 às 11:29 pm

    Já estou com a segunda temporada aqui.

    brunoamato disse:
    fevereiro 21, 2010 às 6:52 pm

    A segunda temporada provoca uma certa estranheza mesmo. Eu lembro que durante um bom tempo a considerei a mais fraca também, mas isto foi antes de entender para onde a série estava indo e como essa temporada se encaixava no todo.

    Dito isso, The Wire é tão boa, que discutir qual temporada é a menos boa parece mesquinharia – provavelmente é a 5 mesmo (logo atrás, 2 ou mesmo a 1 – temporadas 3 e 4 são unanimamente as melhores, certo Semionato?).

    semionato disse:
    fevereiro 22, 2010 às 2:56 am

    aparentemente a s4 é a Unanimidade, mas a s3 é minha favorita.

    tem um adjetivo pra s2, eletrizante. certo? o ritmo dela é diferente, TOM WAITS canta na abertura, é meio jazzy, imprevisível, gente jovem fazendo merda.

    brunoamato disse:
    fevereiro 22, 2010 às 11:13 am

    Também prefiro a s3, mas por pouco.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s