Lost | Quinta temporada

Postado em Atualizado em

lost

A vida me ensinou que (hum, pareço um velho, vamos começar de novo).

A experiência me ensinou que escrever textinhos opinativos sobre séries de tevê é um tiro que frequentemente sai pela culatra. Como devemos analisar um produto cuja autoria é diluída entre um punhado de roteiristas e diretores? Como tentar um olhar distanciado para um programa que, ao entrar na nossa rotina com a intensidade de um hobby (um hábito!), nos conforta mesmo quando tropeça nos 40 minutos mais desajeitados da história da teledramaturgia? Desisto.

Acompanho Lost há cinco anos e aposto que, se somarmos o tempo gasto nessa atividade totalmente improdutiva, eu poderia ter escrito dois ou três romances parrudos sobre tipos agoniados e crises existenciais. A quinta temporada (7.5/10) me parece a mais desastrada de todas: a necessidade de esclarecer mistérios é tamanha que muitos dos episódios soam simplesmente como explanações didáticas para fãs aflitos por entender de onde veio, o que significa isso ou aquilo. Mas não me arrependo: hobby é hobby, com ele vou até o fim.

O curioso é que, quanto mais responde as próprias perguntas, mais mirabolante a série parece. O que era insólito tomou proporções delirantes. Agora, os personagens saltam no tempo, morrem e ressuscitam, falam latim, alteram eventos do passado e atualizam trechos bíblicos com a naturalidade de quem vira páginas de gibis.

Lost pode ser acusado de tudo, vejam bem, mas taí uma série que lançou as próprias ambições à estratosfera. Nesse ponto, está à altura de Arquivo X, que definhou depois da quinta temporada. Em cinco anos, fomos obrigados a aceitar o que há de menos plausível no mundo da ficção-científica (se é que podemos chamar isso tudo de ficção-científica). E o que ganhamos em troca?

Quase nada, é verdade. Fico com a impressão de que, desde o início da quarta temporada, assisti a um longo aquecimento para o desfecho da série. Na quinta, essa sensação ficou um pouco mais intensa. Aceitar a premissa à De volta para o futuro, admito, foi o mais complicado: se os personagens podem voltar indefinidamente no tempo à mercê das vontades dos roteiristas, onde fica o mistério? Trata-se de um truque velho: mergulhar no passado da saga não resolve o que ela tem de inconsistente nem avança a trama. Só parece um flashback tamanho-família. Na maior parte do tempo, a narrativa girou em falso.

O episódio final resumiu os problemas da temporada (e não siga adiante neste texto se você ainda não assistiu ao episódio): o personagem mais abstrato da série ganhou corpo e os roteiristas gastaram parte do tempo explicando as relações entre aquele homem e alguns dos passageiros da Oceanic. Precisava? Como de praxe, os minutos finais deixaram ganchos forte para os próximos episódios (e o que foram as cenas tresloucadas envolvendo uma bomba meio enferrujada?). Mas, apesar de aguardar ansiosamente, ainda temo por eles.

16 comentários em “Lost | Quinta temporada

    Diego Maia disse:
    maio 15, 2009 às 10:56 pm

    Mau humor. Volta pra House, volta.

    guilherme disse:
    maio 16, 2009 às 4:40 am

    e ele voltou a ver gilmore! o sétimo ep. é o melhor da temporada, acredite.

    preguiça de ver lost é tão grande, mas três (juro, três) pessoas da faculdade querem queu a veja porque querem minha opinião porque dizem queu vou adorar e como você pode recusar isso, né?

    Daniel Pilon disse:
    maio 16, 2009 às 11:19 am

    Tirando a parte em que todo mundo começa a analisar seus conflitos amorosos para decidir as coisas, achei o episódio excelente. Aquela batalha em torno do local do incidente me deixou nervoso.

    Diego disse:
    maio 16, 2009 às 11:27 am

    SPOILERS

    Tiagão, também acho que a série alcançou níveis estratosféricos de pretensão. Mas eles nunca conseguiriam amarrar as coisas sem lançar mão de um negócio tão megalomaníaco quanto uma disputa entre dois deuses (acho que é isso que está rolando) na porra da ilha. Não?

    E, sério, antes tentar amarrar as coisas assim do que deixar 5 anos de pontas soltas. Melhor pra carreira deles.

    Tiago Superoito respondido:
    maio 16, 2009 às 4:49 pm

    Sim, Diego, mas ainda acho que esta temporada foi um grande engodo. Enfim. Vamos esperar a próxima.

    Guilherme, você não vai gostar de Lost. Certeza.

    semionato, cant you tell? disse:
    maio 17, 2009 às 7:32 am

    tiago, tem texto novo de gilmore no tv log.

    leia lá e veja que é de fato impossível escrever textinhos opinativos sobre séries de tv, mas que é perfeitamente possível escrever textos enormes, apaixonados e imperfeitos.

    o que v. acha do novo wilco? uma brastemp? (haha.)

    semionato, cant you tell? disse:
    maio 17, 2009 às 7:33 am

    é, vou deixar lost de lado.

    mas vou retomar alias dia desses. larguei, mas tô sentindo falta da jennifer g. kickin’ ass.

    de cult agora só twin peaks e buffy. coisa cult dá trabalho, gilmore girls me estragou pra vida.

    Tiago Superoito respondido:
    maio 17, 2009 às 8:34 pm

    Legal, Guilherme. Vou ler.

    O Wilco? Ainda estou ouvindo. Escrevo em breve.

    rafagoom disse:
    maio 18, 2009 às 2:10 am

    Ai Tiagão, amo Lost (escrevi o resumo de todos os episódios dessa temporada, fanservice FTW) e tenho que admitir que essa temporada foi cheia de explicações necessárias, mas muito rápidas. Queria o suspense da primeira temporada de volta. Mas, não vejo a hora de chegar Janeiro pra ver como se iniciará a próxima temporada! Até o fim Tiagão!
    P.S.: Ele não ressuscitou.

    Tiago Superoito respondido:
    maio 18, 2009 às 12:35 pm

    Também quero de volta o suspense da primeira temporada, mas acho que minha opinião não vale.

    moura disse:
    maio 18, 2009 às 2:00 pm

    adorei a season finale, apesar de ter achado a temporada aquém das demais.

    cavalca disse:
    maio 18, 2009 às 3:42 pm

    Não fique triste, Tiago:

    http://blognatv.com/blog/2009/05/17/a-finale-de-lost-por-um-chato/

    Até te citei no texto.

    Tiago Superoito respondido:
    maio 18, 2009 às 3:43 pm

    Eu vi, Cavalca. Obrigado pela lembrança. Os chatos unidos jamais serão vencidos.

    Irvy K. disse:
    maio 18, 2009 às 9:09 pm

    Concordo em genero, numero e grau. Assisti essa temporada porque minha curiosidade falava mais alto, porque os spoilers de lost plocam pra tudo que é lado e eu quero saber como que isso vai acabar…mas AQUELA vontade de assistir, nah, nada.

    Isso porque debulhei as três primeiras temporadas em dvd em menos de duas semanas.

    Esperar pra ver.

    Tiago Superoito respondido:
    maio 18, 2009 às 9:57 pm

    Caí no sono em pelo menos três episódios, Irvy.

    rafagoom disse:
    maio 19, 2009 às 4:15 am

    Como assim sua opinião não vale?
    Dá cá um abraço \o/ kkkkk

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s