O mago

Postado em

Não resisti: bisbilhotei agorinha uma entrevista com o mago. Não é a primeira vez que o best-seller aparece aqui no blog (aos novatos, ele é usado como sinônimo para misticismo abobalhado, vide comentários sobre Shyamalan e o novo Coppola). Mas Paulo Coelho insiste em me surpreender. Que-que-é-isso-meu-deus? Numa pergunta sobre erros de português, o ídolo da Madonna me sai com essa:

“Eu uso a língua das ruas. Uma conjunção aditiva não vai resolver os problemas do mundo”.

Isto é: como eu suspeitava, Paulo Coelho e o Chorão do Charlie Brown Jr são a mesma pessoa. E, já que o cinismo impera entre os jornalistas, a questão seguinte era sobre a Academia Brasileira de Letras. Coisa linda. Quando é que vão me deixar participar de um bate-papo desses, hem?

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s