Batman, um retorno

Postado em

Durante a revisão do novo Batman, tenho que admitir que mal consegui pensar nos dilemas do Homem-Morcego. Na verdade, me lembrei de outra coisa: das três ou quatro vezes em que voltei ao cinema para ver Kill Bill, vol. 1, em como retornar a algumas cenas do filme de Tarantino me provocavam sensação parecida a de ouvir repetidamente algumas das minhas canções favoritas. Aquele foi o filme que mais me ensinou sobre o valor de uma segunda, de uma terceira impressão, de como a experiência de um primeiro encontro com certas imagens pode se desdobrar num hobby quase infantil – como quem se deixa hipnotizar sempre que vê um determinado videoclipe de dois minutos de duração, como a criança pequena que não se contenta com a décima reprise do desenho animado.

Enfim. Esse deslumbramento não me seqüestrou durante a sessão de O cavaleiro das trevas, e nem estou surpreso com isso. Continuo a encarar o filme com um distanciamento estranho – às vezes parece que estou assistindo, dos bastidores, a um espetáculo de mágica. Reconheço de antemão todos os truques, vejo o coelho antes de ele ser tirado da cartola. Entendo os argumentos de quem defende o filme e concordo com alguns deles (no mais, o longa se confirmou como uma season finale para um longo seriado construído pela equipe de marketing da Warner). Só não havia conseguido adivinhar que o Coringa de Heath Ledger, que a mim soava tão doentio e desglamourizado, provocaria urros de alegria na platéia do multiplex.

E não preciso dizer que ouvi umas 250 vezes durante o fim de semana que esta é a melhor adaptação de HQ de todos os tempos. Um outro filme que já vi.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s