Fim dos tempos

Postado em Atualizado em

Vai chover (para quem mora em Brasília, a previsão há de soar ainda mais apocalíptica). O quadro de cotações da Contracampo foi atualizado e… quando isso aconteceu pela última vez mesmo? Em 1870? Tudo o que eu tenho a dizer agora é que estou curiosíssimo pelo Nome próprio, do Murilo Salles. E que, se continuar nesse ritmo, Fim dos tempos sairá de 2008 com a melhor média do ano. Sabe-se lá como.

No mais, no love for Catherine Breillat?

Anúncios

14 comentários em “Fim dos tempos

    Diego disse:
    julho 18, 2008 às 9:18 pm

    Você se importa demais com a Contracampo. Non?

    Tiago respondido:
    julho 18, 2008 às 9:33 pm

    Sim!

    Filipe disse:
    julho 18, 2008 às 10:47 pm

    Só sei que as cotações para o Mamet me deixam muito feliz de não ser considerado apto a contribuir para o olhar de cinema da Contracampo. Muito mesmo.

    Tiago respondido:
    julho 18, 2008 às 10:48 pm

    Um olhar cada vez mais embaçado, aliás.

    Diego, vc não é muito bom pra ironias, hem?

    Diego disse:
    julho 18, 2008 às 11:23 pm

    Sou péssimo, hahahaha.

    Será que o Tiago tem o olhar de cinema da Contracampo?

    Você tem o e-mail do Ruy, Tiagão? Demorô!

    Tiago respondido:
    julho 18, 2008 às 11:25 pm

    Vou comprar uma camiseta

    I (heart) Contracampo.

    Érico disse:
    julho 19, 2008 às 12:18 am

    Eu até respeito a contracampo como iniciativa e projeto, o problema é quando começo a ler os textos.

    Érico disse:
    julho 19, 2008 às 12:22 am

    (sendo que eu tenho certeza que o problema é com os textos, não comigo)

    alves, le roi disse:
    julho 19, 2008 às 4:09 am

    dos melhores redatores de la é o rodrigo (de?) oliveira.

    ele é um otimo, o blogue dele rings true. escreve soberbamente. menos pra cc, mais pro blogue, meu voto de melhor da internet.

    alves, le roi disse:
    julho 19, 2008 às 4:11 am

    o sergio alpendre detonou “o segredo do grao”, novo filme do genio de “a esquiva”, nao ha perdao pra isso.

    queima, sergio, queima.

    ps: o filme é lindo. ****1/2

    alves, le roi disse:
    julho 19, 2008 às 4:13 am

    acreditem que os ultimos 60 minutos SAO OS MELHORES 60 MINUTOS POSSIVEIS DE “BUSCA MALFADADA DE UMA FAMILIA MUÇULMANA FALLING APART POR UMA PANELA DE CUSCUZ PERDIDA POR AI”.

    nao imagino como fazer melhor.

    alves, le roi disse:
    julho 19, 2008 às 4:19 am

    eu conheço esse rapaz calac nogueira.

    se a cc tem algo de errado (nao acho que tenha), armas de destruiçao em massa abrigadas em galpoes otherwise deserticos é o que nao faltam em sua prosa. chumbo nele.

    “Três propostas conceituais habitando portanto o mesmo espaço narrativo, interagindo entre si e criando uma engrenagem flutuante movida a jogos de palavras recitados em off (…)”

    etc.

    Érico disse:
    julho 19, 2008 às 7:10 am

    Acho que seu amigo imaginário esqueceu de apertar o botão “enviar comentário”, alves.

    Tiago respondido:
    julho 19, 2008 às 10:28 pm

    Pro Segredo do Grão eu tô que nem fã do Batman: não vi e adorei.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s