‘Something for all of us…’ Brendan Canning **

Postado em

Comparação bobinha que vem a calhar: no Broken Social Scene, Kevin Drew é assim, digamos, um Batman. Compositor dedicado e sensível, ele defende a melodia como elemento capaz de manter a ordem. Já Brendan Canning é a força anárquica que atua em um outro sentido: é ele quem estimula a exprimentação, o trânsito por diferentes estilos musicais,o caos de distorção que soterra o coletivo canadense. Uma espécie de Coringa.

Kevin depende de Brendan, Brendan depende de Kevin. Os álbuns solo do projeto Broken Social Scene presents…, não à toa, mal conseguem simular a confusão, os contrastes que movem o grupo, que o deixam tão diferente de todos os outros. São portfólios até muito bem cuidados, mas que a mim parecem estranhamente incompletos – e o engraçado é que, no caso de muitos dos outros participantes da banda, a idéia de um álbum solo costuma se resolver às mil maravilhas.

O disco de Brendan é o que esperávamos: um tiroteio de intenções cujo conceito (um vale-tudo) soa mais interessante que as canções em si. O melhor exemplo é a faixa mais simplezinha, Snowballs and icicles, uma espécie de homenagem singela a Elliott Smith. Nas mãos de Kevin Drew, certamente desataria rios de lágrimas. Nas do Broken Social Scene (com composição de Brendan & Kevin, distorções, fofuras, choques térmicos e afins), seria uma das melhores do ano.

Para o bem da nação indie, é um bom álbum fadado à condição de projeto paralelo – aguardemos o próximo round.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s