Dia: julho 14, 2008

Novo jornalismo

Postado em Atualizado em

Nem curto ficar pegando no pé dos coleguinhas (um termo que jornalistas costumam usar para identificar outros jornalistas, mas que sempre soou absolutamente irônico pra mim), mas o que foi a matéria da Folha de hoje, capa da Ilustrada, sobre o disco da Carla Bruni?

O texto é sustentado na idéia de que estão boicotando o disco novo da moça por ela ser mulher do presidente da França, Sarkozy. Agora, de verdade: que grande jornal europeu ou até norte-americano desprezou o álbum novo da primeira-dama? Que jornal desprezaria? Nenhum que eu conheça. Durante a semana toda, discutiu-se exaustivamente as faixas do disco – que, aposto, não é grande coisa.

Como argumento para bancar a tese sem pé nem cabeça, a jornalista diz que sites como Pitchfork, Stereogum e La Blogothèque não noticiaram nadinha sobre o álbum. É pra rir? Ou a colaboradora de Paris achava que sites dedicados principalmente a indie rock (e a alguma coisa de eletrônica e pop) gastariam tempo com um disco da Carla Bruni? Nunca gastaram e, coerentemente, não gastam desta vez. Aliás, eles nem teriam a obrigação de investir no assunto. Eu não me surpreenderia se decidissem resenhar o álbum. Mas e daí?

Ou seja: na falta de gancho para uma matéria que todo mundo já deu, inventa-se um.

Anúncios