Uma pessoa como eu

Postado em Atualizado em

Leio meus textos para organizar um pouco a bagunça do blog e chego à constatação inevitável: são ruins! Melhor: estão ruins (e aí parto do princípio de que foram melhores, mesmo sem saber como, onde ou quando). Será que é uma fase? Será que passa? Há uma fórmula para escrever com pressa e, na pressa, escrever bem? Não repetir palavras, por exemplo? Nem usar frases de efeito, chavões, desfechos excessivamente bonitinhos?

Pelo menos ainda não estou empilhando enlouquecidas declarações de amor ou comentando crises familiares (também as tenho, não sou de ferro).

Mas ainda. Ainda. Sabe-se lá. Blog, pra mim, é sempre um perigo.

14 comentários em “Uma pessoa como eu

    Rodrigo disse:
    abril 15, 2008 às 12:27 am

    Aê, vai começar a falar da vida pessoal! Os stalkers (Fernando?) agradecem!

    E eu nunca consegui gostar de nada que eu escrevi, por isso mesmo quase sempre não releio meus textos. Dá um mal-estar… hehehe. Mas fica tranquilo que seus textos são muito bons, dos melhores da net, ao meu ver.

    feliperezende disse:
    abril 15, 2008 às 12:58 am

    Também nunca leio nem releio meus textos. A maioria deve ter erro de digitação, mas enfim.

    E eu gosto dos desfechos excessivamente bonitinhos.

    Tiago respondido:
    abril 15, 2008 às 1:04 am

    Rodrigo, não pretendo ficar escrevendo exageradamente sobre minha vida, até por que isso já deu em muitos problemas, dezenas de casos chatos de que talvez vocês tenham conhecimento, talvez não, mas que provocaram o fechamento de vários blogs meus. Contra essa doença estou um pouco vacinado e com o tempo vou percebendo o que devo ou não devo escrever. Mas valeu pelo elogio (ainda que eu não concorde mto com ele, hehe). Acho que a idéia é aprender a falar sobre a vida de um jeito tranquilo, sem cair em confissões constrangedoras nem envolver outras pessoas coisa e tal. É sempre um desafio.

    Felipe, eu acabo relendo muito os textos e os corrigindo várias vezes durante o dia. Uma praga, isso. Mas já desencanei de alguns detalhes, um blog é um blog.

    Samuel disse:
    abril 15, 2008 às 1:05 am

    Nada como a metalinguagem nessas horas..

    Guga disse:
    abril 15, 2008 às 5:08 am

    Mas o comentário pra Um Plano Brilahnte é classe A.

    Diego disse:
    abril 15, 2008 às 8:00 am

    Se eu te conheço, o fim está próximo.

    Tiago respondido:
    abril 15, 2008 às 8:33 am

    Nada, Diego. Tá enganado. Estou bastante tranquilo.

    Guga, valeu.

    Daniel Pilon disse:
    abril 15, 2008 às 12:45 pm

    Os textos estão muito bons, deixa disso.

    Eu não consigo manter blog. Sempre tento, mas dura umas duas semanas, no máximo. Ainda bem que inventaram os logs, bem mais fácil!

    Daniel Pilon disse:
    abril 15, 2008 às 12:46 pm

    Aliás, estou ouvindo o novo do Islands. E, para quem torceu o nariz para o primeiro, até que estou gostando.

    Tiago respondido:
    abril 15, 2008 às 4:28 pm

    Daniel, mas a idéia é manter o blog, completar cinco anos de vida e postar uma lista com os 100 melhores filmes de todos os tempos, essas coisas.

    Baixei o Islands, mas ainda não ouvi.

    Christopher disse:
    abril 15, 2008 às 9:54 pm

    E quem gosta dos seus próprios textos?

    Guga disse:
    abril 16, 2008 às 5:21 am

    Hahaha, não sei se estou vendo (lendo) coisas, mas essa caixa de comentários a partir de certo momento tornou-se genial.

    Tiago respondido:
    abril 16, 2008 às 10:11 am

    Você está vendo coisas, Guga.

    Diego disse:
    abril 17, 2008 às 3:16 am

    O fim está próximo.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s