Dia: março 28, 2008

‘The odd couple’ Gnarls Barkley **

Postado em

gnarlscapinha.jpgMeu álbum despretensioso fez um baita sucesso, e agora? “Conquiste mais 35 territórios”, aconselha o Raconteurs. “Faça da brincadeira uma fórmula”, ensina o Gnarls Barkley. Até ontem, eu me perguntava por que tenho tanta preguiça de escrever sobre este The odd couple. Ia deixar passar. Mas agora sei: desta vez, também muito preguiçosos, Danger Mouse e Cee-Lo querem apenas manter o time em campo com dignidade.

Uma ambição que faz sentido se você é o U2 ou o Rolling Stones. Mas não quando você vende a idéia de se esforçar ao máximo para soar inventivo a cada novo single, a cada nova foto de divulgação. The odd couple, apesar de competente e etc, decepciona pela falta de ousadia.

A historinha é previsível. Há pelo menos três variações de Hey ya! (a mais interessante é a faixa de abertura, Charity case, mas Run também vai bombar nas pistas) e umas duas tentativas de reescrever Crazy (Who’s gonna save my soul, porém, acaba parecendo coisa do Moby). Blind Mary é (preguiça!) até bem divertida. De qualquer forma, ficam num estranho zero a zero. Vocês querem um antídoto ao marasmo? Então tomem Jamie Lidell, Jamie Lidell, Jamie Lidell.