Dia: dezembro 13, 2007

Eu e as mulheres *

Postado em Atualizado em

women.jpg

Adam Brody interpreta um roteirista de filme pornô. Logo aí, temos um problema.

Ok, seria um detalhe. Mas passei o filme inteiro tentando juntar aquele personagem lá – o rapaz fragilizado com uma separação recente, que vai morar com a avó e faz cooper matinal ao som de baladas melosas dos anos 80 – com aquele ator – cenas de Gilmore girls e The O.C. pipocando na minha cabeça – e com a idéia de que aquele personagem e aquele ator remeteriam a um roteirista de filme pornô. Se alguém conseguiu, tudo bem. Comigo, não funcionou.

Talvez essa minha dificuldade tenha sido reflexo de uma mancada do próprio filme, incapaz de desenhar personagens que vençam os rostos conhecidos dos atores. Veja o caso de Meg Ryan. Ela vive uma mulher madura, com a saúde comprometida, presa a um casamento em crise. Em um certo momento, ela confessa que nunca recebeu um e-mail apaixonado. A gente finge que acredita, já que ela recebeu sim esse tipo de correspondência em Mensagem pra você, por exemplo.

Isso que dá apostar tudo em atores que não saem da mesma.

Anúncios