Cleópatra **

Postado em Atualizado em

cleopatra.jpg

Brasília viu o novo filme de Bressane e se dividiu entre os que gostaram, os que suportaram e vaiaram e os que simplesmente odiaram (esses últimos abandonaram a sessão). A reação não é novidade alguma. Já vi uns cinco filmes do diretor no Festival de Brasília e sempre, sempre terminamos nesse embate.

No fim da sessão, nem o diretor parecia espantado: “Estranho, achei que as vaias foram até amenas desta vez”. Pois é.

O cinema de Bressane nunca vai deixar de incomodar, já que ele parece existir, antes de mais nada, para satisfazer às obsessões particulares do cineasta. Desta vez, o projeto era adaptar o mito de Cleópatra para a língua portuguesa, já que são poucas as apropriações dessa lenda pelo idioma. De saída, quem demonstraria algum interesse por uma proposta dessas (e pergunto o mesmo sobre São Jerônimo, por exemplo)?

Acontece que o cineasta não está preocupado com nada isso, e continua a fazer filmes ricos em simbologia e nem aí para padrões de um certo cinema realista, ou aquele preocupado com temas e discussões nacionais. O mundo não é o bastante para Bressane, o tempo dele não é necessariamente hoje e, por isso mesmo, Cleópatra caiu como um OVNI no Cine Brasília. Para quem não aceitar o jogo, será fácil reparar no sotaque risível de Alessandra Negrini e na pose cafajeste de Miguel Falabella (como Júlio César). O amontoado de tecidos também sugere um quê carnavalesco, mas nada que o diretor não tivesse previsto. Ele ainda se movimenta entre o clássico e o popular, não tem medo de vulgaridades e, sem o menor pudor, faz a musa disparar o seguinte desabafo: “Não sou sua rameira egípcia que ao primeiro sinal se arreganha”.

Curiosamente, o filme narra uma trama com início-meio-fim, só que confinada quase sempre em dois grandes estúdios e com forte carga teatral. Não chega a ser o deslumbramento de Filme de amor, mas é o retorno de um cineasta verdadeiramente radical. Este cinema é dele e de mais ninguém. Eu estou entre os que topam a provocação. 

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s